fb.jpg


1 - Como tirar o "Guia de Recolhimento da União" (GRU). Clique aqui...
1.1 - Exame ANAC. Clique aqui...
2 - Para marcar a prova da ANAC
Rua Renascença, 112 - Campo Belo, esquina com Avenida Washington Luiz de frente para a passarela do Aeroporto de Congonhas
de Segunda à Sexta-Feira das 9h às 15h o atendimento encerra as 17h
Levar os seguintes documentos: RG, CPF, GRU e certificado da Escola de Aviação Civil

Missão

Promover a segurança e a excelência do sistema de aviação civil, de forma a contribuir para o desenvolvimento do País e o bem-estar da sociedade brasileira.

Visão

Ser uma autoridade modelo da aviação civil internacional, atingindo um dos cinco menores índices de acidentes do mundo, até 2014.

Valores
• Ética
• Compromisso com o interesse público
• Transparência
• Valorização das Pessoas
• Profissionalismo
• Imparcialidade
Leia a íntegra da Lei nº 11.182, que cria a Agência Nacional de Aviação Civil.

Características e Atribuições da ANAC

Características

A ANAC é uma autarquia especial, com independência administrativa, personalidade jurídica própria, patrimônio e receitas próprias para executar atividades típicas da Administração Pública, que requerem, para seu melhor funcionamento, gestão administrativa e financeira descentralizada. Assim sendo “pode diversificar-se das repartições públicas para adaptar-se às exigências específicas dos serviços que lhe são cometidos”, “regendo-se por estatuto peculiar a sua destinação” (Direito Administrativo Brasileiro, 28a Edição, pág. 335 – Hely Lopes Meireles).

Funções Como agência reguladora independente, os seus atos administrativos visam a:
manter a continuidade na prestação de um serviço público de âmbito nacional;
b) preservar o equilíbrio econômico-financeiro dos agentes públicos e privados responsáveis pelos diversos segmentos do sistema de aviação civil;
c) zelar pelo interesse dos usuários;
d) cumprir a legislação pertinente ao sistema por ela regulado, considerados, em especial, o Código Brasileiro de Aeronáutica, a Lei das Concessões, a Lei Geral das Agencias Reguladoras e a Lei de criação da ANAC.

Atribuições e competências A ANAC tem o poder de:

outorgar concessões de serviços aéreos e de infra-estrutura aeronáutica e aeroportuária; 2) regular essas concessões;
3) representar o Brasil em convenções, acordos, tratados e atos de transporte aéreo internacional com outros países ou organizações internacionais de aviação civil;
4) aprovar os planos diretores dos aeroportos;
5) compor, administrativamente, conflitos de interesse entre prestadores de serviços aéreos e de infra-estrutura aeronáutica e aeroportuária (arbitragem administrativa);
6) estabelecer o regime tarifário da exploração da infra-estrutura aeroportuária; contribuir para a preservação do patrimônio histórico e da memória da aviação civil e da infra-estrutura aeronáutica e aeroportuária;
7) reprimir e sancionar infrações quanto ao direito dos usuários;
8) ampliar suas atividades na atuação em defesa do consumidor;
9) regular as atividades de administração e exploração de aeródromos exercida pela Empresa Brasileira de Infra -Estrutura Aeroportuária (Infraero).

Veja as atribuições completas no Regimento Interno da ANAC

Histórico A Lei nº 11.182, que criou a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), foi aprovada em 27 de setembro de 2005. A ANAC, no entanto, nasceu de fato em 20 de março de 2006. Sua diretoria colegiada, formada por cinco diretores, é nomeada pelo presidente da República e tem mandato de cinco anos.

A ANAC tem sua origem nas competências do Departamento de Aviação Civil (DAC), que eram estabelecidas no art. 18 do Anexo I do Decreto nº 5.196, de 26 de agosto de 2004, que dispunha: “...ao Departamento de Aviação Civil compete planejar, gerenciar e controlar as atividades relacionadas com a aviação civil”. Portanto, em virtude dessa competência, o DAC qualificava-se como “autoridade aeronáutica”, exercendo, por via de conseqüência, as atividades relacionadas a essa função pelo Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986).

Com o advento da Lei nº 11.182, de 2005, a atividade de autoridade aeronáutica foi transferida, com todas as suas responsabilidades, para a ANAC, pelo disposto no §2º do art. 8º desse dispositivo legal, confirmado pelo texto do art. 3º do Anexo I ao Decreto nº 5.731, de 20 de março de 2006.

A criação da agência reguladora seguiu uma tendência mundial. A ANAC mantém com o Ministério da Defesa uma relação de vinculação, ao passo que o antigo DAC era subordinado ao Comando da Aeronáutica.

Endereços da ANAC


Sede Brasília/DF

Aeroporto Internacional de Brasília
Setor de Concessionárias, Lote 5
Brasília - DF - Brasil
CEP: 71.608-900
Anexo Brasília/DF
EQSW 304/504, Lote 2
Edifício Atrium Sudoeste
Brasília - DF - Brasil
CEP: 70.673-450

Rio de Janeiro/RJ

Avenida Presidente Vargas, 850
Centro – Rio de Janeiro – RJ - Brasil
CEP: 20.071-001
Superintendência de Estudos, Pesquisas e Capacitação (SEP)
Avenida Almirante Sílvio de Noronha, 373
Centro - Rio de Janeiro – RJ - Brasil
CEP: 20021-010

São José dos Campos/SP

Superintendência de Aeronavegabilidade (SAR)
Avenida Cassiano Ricardo, 521 - Bloco B/2º andar
Parque Residencial Aquarius, São José dos Campos - SP - Brasil
CEP: 12246-870

Unidades Regionais

Unidade Regional São Paulo/ SP

Avenida Washington Luiz, s/n°
Aeroporto de Congonhas - São Paulo/SP
CEP: 04626-010
Telefone: (11) 5033-5300

Unidade Regional Porto Alegre/RS

Avenida Severo Dullius, 1.244
Anchieta - Porto Alegre/RS
CEP: 90200-310
Telefone: (51) 3373-5555


Unidade Regional Recife/PE

Avenida Marechal Mascarenhas de Morais, 6.333
Recife/PE
CEP: 51210-001
Telefone: (81) 2101-6000

Unidade Regional Manaus/AM

Rua Belo Horizonte, 500
Adrianópolis - Manaus/AM
CEP: 69057-060
Telefone: (92) 2129-7800